Entrevista: “Motion Device” a banda americana de metal por adolescentes

motion-device-idr1

Nos últimos dias, foi bastante comentado nas redes sociais e principalmente em alguns sites de notícia sobre um vídeo de uma menina (Sara Menoudakis – 11 anos), cantando nada mais, nada menos que “Heaven And Hell” do Black Sabbath. Além da ótima homenagem ainda ao final do vídeo mostra a baixista/tecladista (Andrea Menoudakis – 16 anos) fazendo um tributo digno com o piano.

A Imprensa do Rock ficou tão impressionada com a performance de Sara, que corremos atrás para realizarmos uma breve entrevista, e fomos incrivelmente bem respondidos com o ótimo humor dos integrantes.

Vale ressaltar que, eles são jovens, vimos diversos clássicos comentários de pessoas atacando a banda como sempre fazem. Eles ainda estão aprendendo, dê-em Graças a Deus que eles seguiram esse caminho porque não imaginamos um caso desse tão cedo aqui no Brasil.

Além do tributo, vocês podem conferir durante a entrevista alguns vídeos autorais da banda e um pouco da história desses pequenos-grandes músicos.

Olá sejam bem vindos à Imprensa do Rock.

Nós estamos honrados de estar aqui – OLÁ BRASIL!

“Motion Device”, quem deu a ideia para o nome da banda e o que significa?

O nome da banda vem do antigo mito grego de Orpheus. Ele era um homem que movia pessoas e objetos com sua música. Orpheus tocava um pequeno isntrumento chamado “Lira” – que é o logo tipo que usamos. A ideia por trás do nome é “mover” o coração das pessoas e suas almas (motion) com nossa música (device).

Quem sugeriu a ideia de montar a banda e como ela foi formada?

A banda foi formada originalmente por jovens com faixa etária inicialmente de 16 anos da escola de música, e alguns dos alunos começaram a levar mais a sério o negocio de serem músicos e outros ou acabaram não tendo tempo ou, ficaram desmotivados. No final Josh, Andrea, David e Alex saíram tocando com Sara em lugares pequenos. Sara tinha apenas 8 anos na época. A banda estava encontrando dificuldades para achar uma vocalista com a idade de Josh ou Alex, talvez 15 ou 16 anos. Finalmente um dia, Sara virou para todos e disse: “Vocês não precisam de uma cantora mais velha, EU POSSO FAZER ISSO!”. A banda aceitou e o resto é história.

Muitos adultos ou adolescentes não conseguem tocar um instrumento tão perfeitamente hoje em dia (são raros os casos) e vemos vocês se dedicando a todo momento e melhorando cada vez mais. Como é tocar ou cantar tão perfeitamente para a idade de vocês?

A simples verdade sobre a banda é que nós praticamos e muito. Temos treinado praticamente todas ás terça-feiras (das 18 às 21h30 da noite – são 3 horas e meia por semana) durante 3 anos. E fora que praticamos todos os dias tanto em grupo como sozinhos em nossas casas, claro, não vivemos só de músicas, também fazemos coisas normais como todo adolescente, porém, quando se trata da música, é simplesmente uma magia que levamos a sério.

Sobre a voz de Sara, uma pequena garota de 11 anos que canta maravilhosamente bem. Eu às vezes imagino que ela seja a reencarnação de Janis Joplin (risos). Quem a influenciou a cantar? E como isso começou?

Sara canta desde os quatro anos de idade. Seus pais sempre escutaram Rock/Metal o tempo todo e com isso ela foi muito influenciada pelos sons que tocavam em sua casa a vida inteira, existe diversos treinos vocálicos que são dados a ela constantemente e continua aprendendo tanto que chega a assustar em alguns momentos, mas ela tem algo em sua voz que é único e um pouco de característica especiais como Janis Joplin, Robert Plant ou Ronnie James Dio. Sara ouve todos os tipos de música, mas quando ela ouviu Janis Joplin e tentou cantar “Turtle Blues” obviamente Sara teve uma forte conexão com Janis e o Blues em geral. O mesmo aconteceu quando ela tentou cantar Led Zeppelin ou Black Sabbath – isso parece vir da sua alma e não apenas de sua voz. Ser um cantor não é ser perfeito, ou auto-ditada como fazem nos dias de hoje. É mais sobre ser real e a voz de Sara é tão real que você pode sentir.

Na música em homenagem ao DIO, simplesmente um dos maiores vocalistas de todos os tempos, conte-nos um pouco sobre a ideia e o piano no final? Uma das coisas mais belas que já ouvimos.

Sara e sua irmã Andrea são a força por trás do cover de “Heaven And Hell”. As duas simplesmente amam a música. Sara imediatamente amou o som da voz de Ronnie e escuta muito suas músicas. O final foi ideia de Andrea, o piano faz parte da sua vida desde que tinha 5 anos e o baixo veio depois. Ela imprimiu a musica para o final, que foi originalmente escrita para a guitarra e nós decidimos colocá-la para tocar no final do vídeo. Não é a primeira vez que ela tem sido elogiada pelo seu trabalho de piano em uma música para guitarra. O lendário guitarrista virtuoso Steve Vai é um grande fã da banda, quando ele viu a homenagem de piano de “For the Love of God”, Steve postou em seu Facebook e seus fãs foram a loucura com a versão de Andrea, muitos deles foram as lágrimas, incluindo o próprio Steve.

Qual a formação da banda? (nome, idade e instrumento).

  • Sara Menoudakis (11 anos) – Vocal
  • Andrea Menoudakis (16 anos) – Baixo e Teclado
  • David Menoudakis (14 anos) – Bateria
  • Josh Marroco (19 anos) – Guitarra
  • Alex Defrancesco (20 anos) – Guitarra

E quanto a sons autorais, vocês querem compor ou tem algo em mente?

Nosso principal objetivo agora é lançar o nosso CD de estréia. Temos alguns de nossas demos originais publicados no nosso canal do YouTube, com mais por vir. Nós, na verdade, estamos planejando algo muito grande em um futuro próximo. MOTION DEVICE planeja lançar um projeto “kickstarter” para permitir que seus fãs ajude a financiar o CD da banda, doando o dinheiro para o projeto. A banda realmente quer trazer o Rock de volta para as pessoas e não uma gravadora que quer transforma-las em algo que eles não querem ser. MOTION DEVICE será sempre sobre o Rock N’ Roll e mensagens importantes em sua música que espero que possa ajudar a tornar este mundo um lugar melhor. As pessoas merecem uma banda de Rock real e não tanto da música pop que é tudo sobre a mídia e televisão de hoje em dia.

Citem cinco álbuns aos quais um fã de Metal não poderia deixar de ouvir.

  • Led Zeppelin IV (Led Zeppelin)
  • Heaven And Hell (Black Sabbath)
  • Blizzard of Ozz (Ozzy Osbourne)
  • Octavarium (Dream Theater)
  • The Number of The Beast (Iron Maiden)

Obrigado pelo tempo cedido e por favor, deixem um comentário para os fãs aqui no Brasil e aos leitores da Imprensa do Rock.

É incrível que, depois de EUA e Canadá, a nossa maior base de fãs é o Brasil! A banda tem uma tonelada de fãs nesse país e na América do Sul e isso realmente significa muito pra nós saber que as pessoas de todo o mundo gostam do que estão ouvindo. Muito obrigado por nos receber e nós prometemos ir tocar na América do Sul quando a banda realmente estiver pronta. Longa vida ao Rock N’ Roll!

Entrevista: Victor Santos

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos
  • Ana Rita Makris Prada

    amei amei amei a banda

  • LUIZCARLOSMENDES

    As crianças foram bem educadas musicalmente, não?
    Incrivel a voz da Sara. Com o passar dos anos vai mudando pra
    melhor. Ah e a banda é canadense e não americana. Valeu?