Entrevista com os espanhóis do Kilmara.

O Kilmara está em seu terceiro disco de estúdio, intitulado por “Love Songs And Other Nightmares”, obtendo boas críticas da mídia especializada o disco vem ganhando grande espaço na Europa. Em uma conversa bastante agradável e descontraída com o baixista Raúl Ruiz, ele fala sobre o estilo da banda, projetos e o desejo de se apresentarem por aqui o mais breve possível. Confiram a entrevista.

Versão em Português

I.D.R: Primeiro quero parabenizar a banda pelo excelente disco e por conseguir recriar um novo estilo que é um pouco obsoleto. Gostaria de saber qual é a fórmula para fazer um som muito diferente dentro do Power Metal?

Raúl: Primeiramente, muito obrigado por esta entrevista, vocês são a primeira mídia brasileira a nos entrevistar.

Sobre a sua pergunta, é difícil dizer. Eu acho que nós não temos uma fórmula, o fato é que nós ouvimos muita música, é claro que gosto de Power Metal, mas seria difícil para nós, não misturá-lo com todo o tipo de música que ouvimos.

 293040_10152064101780621_1270315748_n

I.D.R: A produção do álbum foi o responsável pelo grande Roland Grapow. Como foi trabalhar com uma pessoa que tem um extenso currículo no mundo do metal.

Raúl: Bem, a banda trabalhou com ele no segundo álbum “Don’t Fear The Wolf”, o resultado foi muito bom e para nós foi natural trabalhar novamente com o Roland.

O que é bom sobre como trabalhar com uma pessoa como ele é que você está aprendendo muito, enquanto você está gravando, essa é a melhor parte. Além disso, ele é um cara legal, ele trabalha juntamente com você sobre a parte que você está gravando, ele diz o que seria melhor para a música e, claro, você tem que ouvi-lo, pois sabe muito de como tocar e gravar metal melódico.

I.D.R: Como tem sido o feedback do novo álbum na Europa e em outros continentes.

Raúl: Estamos muito felizes, recebemos muitas críticas positivas, todos os comentários foram incríveis e isso é inacreditável. Este álbum vem sido bem aceito, até mais que os anteriores e isso para nós é ótimo! As pessoas de todo o mundo que já escutaram nos escreve sempre dizendo boas coisas, ficamos orgulhosos, para nós isso é ótimo, só temos a agradecer.

I.D.R: Como tem sido a recepção do público com os shows da banda?

Raúl: Bem, eu acho que depois de tudo somos uma banda vivida, gostamos muito de gravar o álbum e amamos tocar ao vivo. A recepção em cada show é inacreditável, nós fazemos o nosso melhor para o público.

 539372_10152064101600621_787128283_n

I.D.R: Nossa cena aqui no Brasil tem crescido a cada ano e mostra grandes bandas, o que você sabe do nosso país em termos de música, seja rock / metal ou não.

Raúl: Bem, eu tenho que dizer que as bandas que eu conheço são as mais citadas no mundo. Eu gosto muito do “Angra” e do “Sepultura”, mas o melhor álbum que eu escutei é o “Ritual” do “Shaaman”, gosto muito desse disco e sempre o escuto no meu carro.

O que é incrível sobre seu país é que vocês parecem gostar de rock / metal mais do que o qualquer lugar do mundo, aí vocês têm o “Rock in Rio” festival !! Em Madrid há um “Rock in Rio Festival” também, mas é tão diferente aqui, às vezes, quando vemos os grupos tocando no evento não entendemos por que ele é chamado de “Rock in Rio”, de Rock não tem  nada e Madrid não é Rio, mas …

I.D.R: Quando e como Kilmara nasceu e qual o motivo para escolher este nome para a banda.

Raúl: Bem, eu estou na banda há três anos, então eu suponho que eu não sou o melhor membro para responder a esta pergunta. Tanto quanto eu sei, o Kilmara nasceu cerca de mais de 10 anos atrás, o primeiro nome foi “JADE”, mas depois eles mudaram para Kilmara. Acho que Kilmara tem o mesmo significado do que “Jade” que é uma pedra preciosa, mas com certeza eu vou perguntar os caras esta tarde no ensaio (risos).

I.D.R: A banda está na estrada desde o ano de 2007. Nesse período já cogitaram alguma vez em encerrar os trabalhos ou isso nunca passou pela cabeça de vocês.

Raúl: Nunca. É verdade que às vezes é difícil continuar com uma banda como Kilmara, não ganhar dinheiro e o pouco que ganhamos é para a banda e não para nós. Os outros quatro membros estão juntos mais de 10 anos e nós somos mais do que músicos, somos amigos.

I.D.R: Uma música bem diferente e interessante que chama a atenção no novo disco é “Usual Strangers”. Ela é baseada em algum fato ou é de forma aleatória mesmo.

Raúl: Todas as letras de músicas deste álbum foram escritas por Wolf (vocalista). Nós conversamos com ele e perguntamos se ele tinha algum problema relacionado a amor ou coisa parecida (risos).

O que eu entendo sobre essa música é que quando uma mulher abusa, ela perde seus amigos ou namorados e isso me parece nojento, mas em casos como este, as mulheres são como o diabo para nós. Talvez tenha acontecido com Wolf, talvez não, só ele sabe.

546656_10152064099120621_1143472384_n

I.D.R: “Time Flies” também entrou como uma versão em espanhol como bônus. Seria um presente da banda para seu país?

Raúl: Nos primeiros anos de Kilmara (quando a banda ainda se chamava JADE) os caras costumavam cantar em espanhol, quando Wolf se juntou à banda, como ele é alemão e fala Inglês muito naturalmente, eles mudaram o idioma. Mas, desde então, as pessoas pediram para fazer alguma coisa em espanhol e quando Wolf veio com as letras em alemão, pensamos que será bom fazer o refrão em espanhol. Estamos muito orgulhosos dessa canção. E sim, é um presente para nossos fãs e para nós também.

I.D.R: Uma pergunta sobre nosso país. Vocês conhecem algum de time de futebol que tem grande expressão aí na Europa? E sobre nossa culinária, o que vocês gostariam de conhecer quando vierem ao nosso país?

Raúl: É estranho, mas na banda, apenas Kike (guitarrista) e me chama para assistir futebol, o resto da banda odeia! A equipe que eu mais gosto de ver é a Seleção Brasileira, infelizmente eu não sigo o Campeonato Brasileiro, mas a equipe que eu mais conheço aí é Santos, devido ao Neymar . Como você pode perceber, Barcelona é a minha equipa favorita (risos).

O que eu sei sobre a comida brasileira é que existe um restaurante perto da minha cidade especializado em carne, eu gosto muito!

Sobre a última questão, eu gostaria de visitar as praias, florestas. Eu gosto da natureza, seria incrível viajar ao Brasil. Talvez um dia, minha esposa tem um casal de amigos em Porto Alegre.

I.D.R: Gostaria mais uma vez de agradecer pela entrevista e parabenizar o disco que é realmente maravilhoso. Deixe uma mensagem aqui para os fãs do Brasil que já conhecem a banda e gosta de seu trabalho. Muito sucesso!

Raúl: Muito obrigado por esta entrevista, foi ótimo!

E para as pessoas no Brasil, muito rock !!!! Obrigado por ouvir a nossa música, é um sonho realizado pela banda. Eu espero fazer grandes shows em seu país algum dia! Obrigado!

551626_10152064101130621_2077121325_n

English Version – Interview

I.D.R: First I want to congratulate the band on the excellent hard and get make new a style that is a little stale. I wonder what is the formula to make a very different sound within the Power Metal?

Raúl: First of all, thanks a lot for this interview, I think is the firs we make for a Brazilian media. About your question, is difficult to say. I think that we don’t have a formula, the fact is that we listen a lot of music, of course we like power metal, but it would be difficult for us not to mix it with all kind of music we listen.

I.D.R: The production of the album was responsible for the great Roland Grapow. How was working with a person who has an extensive resume in the world of Metal.

Raúl: Well the band worked with him on the second álbum “Don’t Fear The Wolf”, the result was very good and for us was natural to work again with Roland.

What is good about working with a person like him is that you’re learning a lot while you’re recording, that’s the best part. Also he is a nice guy, he allways work with you on the part you’re recording, he says what would be better for the song, and of course you have to listen to him, he knows a lot of how to play and record melodic metal.

I.D.R: What has been the impact of the new album in Europe and other continents.

Raúl: We’re very happy, we only had recieved good feed-back, all reviews were awesome and that’s amazing. We think that this álbum is getting better reviews around the world than the other two and for us is great! Is incredible that people from all over the world writes us saying that they’ve enjoyed the album very much. We only can say good things.

.D.R: The shows that have been made have had a good reception from the audience to the band?

Raúl: Well, I think that after all we’re a living band, we enjoy a lot recording an album but what we like is to play live. The reception has been awesone in every show, we do our best for it.

I.D.R: Our scene here in Brazil has grown every year and shows great bands, what you know of our country in terms of music, be it rock / metal or not.

Raúl: Well, I have to say that the bands I know are the tipical ones. I like a lot Angra and Sepultura, but the best album from your country i’ve listened is Ritual from Shaaman, I liked it a lot and I still have the CD on my car and sometimes listen to it.

What is incredible about your country is that you seem to like rock/metal more than other countrys in the world, you only have to see the “Rock in Rio” festival!! In Madrid there is a “Rock in Rio Festival” too, but is so different here, sometimes when we see the groups playing on the festival we do not understand why it’s called “Rock in Rio”, the rock is nowhere and Madrid is not Rio but…

I.D.R: When and how Kilmara born and the reason for choosing this name for the band.

Raúl: Well I came to the band three years ago, so I suppose that I’m not the best member to answer this question. As far as i know Kilmara was born about more than 10 years ago, the first name was “JADE” but later they changed it to Kilmara. I think that Kilmara has the same meaning than jade that is a gemstone, but for sure i’ll ask the guys this afternoon at the rehearsal. 😀

I.D.R: The band is on the road since the year 2007 this period has floated ever to terminate the work or it never occurred to you.

Raúl: It never ocurred. It’s true that sometimes is difficult to keep on with a band like Kilmara, we do not earn money and the few we learn is for the band and not for us. The other four members have been together more than 10 years and we’re friends more than musicians.

I.D.R: A very different and interesting music that draws attention to the new disk is “Usual Strangers”. It is based on some fact or is it random.

Raúl: All lyrics on this album were written by Wolf, the singer. We’ve been talking with him and asked if he had a problem with love or something like that. What I understand about this song is that when a woman arrives there are no friends in the world… and it sounds disgusting but in cases like this, women are like the Devil for us. Maybe it happened to Wolf, maybe not… only he knows.

I.D.R: “Time Flies” also entered as a Spanish version as a bonus. It would be a gift from the band to their country?

Raúl: At the first years of Kilmara (when the band was called JADE) guys used to sing in Spanish, when Wolf joined the band, as he is German and speaks English very naturally, guys changed the lenguage. But since then people asked to do something in Spanish and when Wolf arrived with the lyrics in German, we thought that it will be good to do the chorus in Spanish. We’re very proud of this song. And yes, is a gift for our fans and for us too.

I.D.R: A question about our country. Do you know any football team that has great expression there in Europe? What about our food, what would you like to know when they come to our country?

Raúl: Is strange but in the band only Kike /guitar player) and me uses to watch football, the rest of the band hates it! The team I like most to see is your national team, unfortunatelly I do not follow your league, but the team I know is Santos and I know it because of Neymar… as you can imagine Barcelona is my favorite team jeje

What I know about your food is a brazilian restaurant near my city specialized in  meat, i like it a lot!

About the last question, i’d like to visit your beaches, the jungle… I like the nature so it would be nice to travel to Brazil. Maybe one day… my wife has a couple of friends in Porto Allegre…

I.D.R: I would like once again to thank you for this interview and congratulate the disk that is really wonderful. Leave a message here for everybody here from Brazil who already know the band and enjoy your work. Much success!

Raúl: Thanks you a lot for this interview, it was great! And for the people in Brazil… keep on rocking!!!! Thanks a lot for listening to our music, for us is a dream that people like you do it. I hope we could play in your country some day! Thanks!

Entrevista: Leandro Fernandes
Agradecimentos: Kilmara (Espanha)
Imprensa do Rock

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos
  • Bele

    Excelente!!!

  • Suliany

    Ótima entrevista!!!!!

  • Raul Rumem (Kilmara)

    Thank you very much for this interview!!!!!! You rock!!!!