Eletroacordes Banda Assina Com O Selo Crossover (Sp)

Uma parceria inédita vai sedimentar a projeção dos trabalhos da Eletroacordes no cenário musical independente. A banda assinou contrato com o selo Crossover, de São Paulo (SP) no último mês. O objetivo, além de ampliar a participação nas plataformas digitais, prevê o lançamento de dois CD’s ainda em 2020. Este movimento inclina-se para a maior presença no ambiente virtual diante dos cancelamentos de shows do trio gaúcho em razão da pandemia.

Crédito Heitor Aguiar/divulgação

Dentre os lançamentos, uma coletânea celebrando os 12 anos da banda está em curso. O material, com canções remasterizadas e algumas inéditas vão compor o trabalho, com a inclusão de composições acústicas, ao vivo e instrumentais, totalizando 12 músicas. O título provisório “Doce Doze Doses” está previsto para ser lançado já em setembro. O outro trabalho, intitulado “Experience”, só com músicas inéditas da Eletros será postergado em razão do isolamento social, o que dificulta a gravação. Ainda assim, atendendo os protocolos de higienização, também está em fase inicial de  produção na Casa Sonora com o registro de guias e captação sonora, realizada individualmente, ou de forma remota.

Já o trabalho com a Crossover, o produtor Felipe Faget auxiliará na nova etapa da banda, sobretudo com o incremento do trio nas plataformas digitais. Para ele, que possui um casting com 22 artistas e bandas e atua há 10 anos no mercado musical, a experiência com os músicos gaúchos, a exemplo do que já executa com demais bandas paulistas e de outros Estados, vai gerar novas expectativas nos fãs e ouvintes da Eletroacordes, mesmo em tempo de paralisação das atividades, momento esse, que torna-se propício para audições. Segundo Faget, “esse é o momento de se reinventar. Aproveitar o tempo sem shows, com diversos estúdios fechados e muita gente sem nem sequer a vontade de preparar um projeto novo, temos a oportunidade de nos estruturar, preparar para o que está por vir e aproveitar as oportunidades no momento de reabertura do mercado musical”, aponta.

A  Eletroacordes, que fecha em 2020 a atuação de 12 anos de atividades é formada por Rodrigo Vizzotto (voz e baixo), Luís Tissot (guitarra) e Mateus Melo (bateria). Possui três EP’s gravados, intitulados “Respire Fundo” (2010), “Insanos” (2016) e “Sono Tão Profundo” (2019), além de ter participado de cinco coletâneas. Possui seis clipes roteirizados acessíveis no Canal Eletroacordes no You Tube e mais  de 140 shows. Presente em todas as Redes Sociais ( https://linktr.ee/eletroacordes), a Eletros resume os projetos da banda no site www.eletroacordesbanda.com

Avatar
Nós da Rede
Avatar

Anderson Severo

Atua como baixista das bandas: Capa Preta Rock, Exclusão Social e Ligante Anfetamínico. Fundou o Selo Sub_Discos. Gerente do Estúdio Ophicina Sonora.