CD Resenha: “Dark Side” – VINGADOR

vingador-capa-imprensa-do-rock

O VINGADOR é mais uma grata revelação que surge no Rio de Janeiro e apresenta em “Dark Side”, trabalho de estreia, melodias e letras curiosas que mostram aquela vontade de ouvir sempre quando necessário.

Particularmente gostei dos trabalhos de todos os instrumentistas, tanto na guitarras, vocais, como baixo e bateria. Se for pra comparar apenas um instrumento fico com a bateria, as viradas certeiras em diversas músicas, por exemplo, “Tolerance” e “Hellstorm”, é de cair o queixo em qualquer fã de Thrash/Speed Metal old school.

Você que gosta de Metallica na era dos dois primeiros álbuns “Kill ‘Em All” (1983) e “Ride The Lightning” (1984), vai se identificar com a terceira faixa do disco “Ashes Of Fire“. Podemos sentir também em diversos momentos do debut influências de Anthrax e Exodus, vale a pedida de uma audição por inteiro, escutar faixa por faixa, e se deliciar com a única em português “Morrendo de Paz”, se a banda optasse por definir todo o disco em português eles se sairiam tão bem quanto transformando a obra deixando no clássico inglês.

Nas restantes faixas a seguir o disco vai alternando entre seus ótimos momentos, é uma banda que se não gosta da primeira vez, dê mais uma chance aos caras. Apreciar o novo de vez em quando é sempre bom, sair da tão temida “zona de conforto” e conhecer coisas absurdamente boas… A cada vez que saio da minha zona e ouço este tipo de material eu me assusto comigo mesmo pensando: “por que não escutei isso antes? É espetacular!”.

tracklist

  1. Tolerance
  2. Hellstorm
  3. Ashes Of fire
  4. Circle Of death
  5. Morrendo De Paz
  6. Have No Fear
  7. Dead Nazi Poem
  8. Yellow crew
  9. Pestilence
  10. Darkness Is The Only Light… Suicide The Way

Nota: 7,0

por: Victor Santos

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos
  • Magno Netto

    Conheço o pessoal da Vingador, camaradas de Macaé, ótimos músicos, sabem muito o que fazem e realmente são profissionais, não é só o CD que é ótimo e tbm o show que é o inferno se abrindo em formato de circle of death e outras “paganices” de rockers!! Abram os olhos pra região dos Lagos no Rio, daqui saíram bandas que futuramente todos irão reverenciar (Lethal Dose, The Sexons, Hemeride…).