Brant Bjork, lenda do stoner rock, se apresenta dia 17 de outubro em São Paulo

Foto: Reprodução/WDR

No Fabrique Club, experiente músico norte-americano, que tocou no Kyuss e Fu Manchu, apresentará hits da sua extensa carreira solo de duas décadas

A tão aguardada estreia do Brant Bjork no Brasil já é no dia 17 de outubro, com show único em São Paulo, no Fabrique Club. No início da década de 1990, Brant ajudou a fundar a mais emblemática banda de stoner rock de todos os tempos, o Kyuss, e teve ainda passagem pelo igualmente influente Fu Manchu, além de Mondo Generator (1997-2004), Visto Chino (2013-2014). O show de estreia no país, no entanto, é focado na sua brilhante e renomada carreira solo de 20 anos.

Desde “Jalamanta”, o primeiro disco da carreira solo de Brant, lançado em 1999, é possível escutar a sonoridade única criada pelo músico: é rock psicodélico, com groove e swing, sem abrir mão de partes mais pesadas. Desde então, foram diversos lançamentos que o fizeram rodar os Estados Unidos e Europa, inclusive em grandes festivais. Em recente entrevista à imprensa brasileira, Brant definiu tudo como um “balanço sonoro”.

Apesar de ser a estreia da banda Brant Bjork, o californiano já esteve no Brasil em outras duas oportunidades, como baterista do projeto do CJ Ramone (ex-Ramones) e também da sua ex-banda, o Kyuss.

A atual turnê mundial celebra 20 anos do debute “Jalamanta”, até hoje considerado um marco ao stoner rock. Em entrevista ao Portal R7, Brant comentou sobre seu sentimento em relação ao disco. “Quando ouço Jalamanta e penso sobre a experiência, lembro de trabalhar rápido e sem pensar muito. Mas ali tem muito sentimento. Gravei o disco há 20 anos e fiz muitos trabalhos solo desde então”.

Sean Wheeler, outra lenda do desert rock, é o convidado especial de Bjork nesta turnê sulamericana, que além do Brasil, passa por Chile e Argentina. Wheeler ficou famoso na década de 1990 como vocalista/guitarrista do Throw Rag, mas é dono de uma extensa e expressiva discografia, que começou a ser moldada ainda nos anos 80.

O show é uma iniciativa conjunta das produtoras Abraxas, Obscur. e Powerline, e promete ser uma noite memorável tanto para os fãs do artista quanto para aqueles curiosos a respeito deste gênero musical (ou seria um estilo de vida?) que cada vez ganha mais espaço no cenário musical brasileiro.

BANDAS DE ABERTURA – As paulistanas Mother Trouble e Blackdust foram as vencedoras de um inédito e ousado concurso que as produtoras promoveram com apoio do site Tenho Mais Discos que Amigos e do programa A Hora do Chá, da Mutante Radio.

A escola fundada pelos patronos do rock’n roll Led Zeppelin, Black Sabbath, Cream e Jimi Hendrix mantém seu séquito de fiéis no século XXI bem representado pelo quinteto brasileiro Blackdust. A banda, formada em 2016, mescla tais influências em composições que abrangem desde o blues rock dos anos 70 até o stoner rock da atualidade. Os shows são marcados principalmente pela performance visceral e texturas instrumentais densas.

A Mother Trouble é uma banda de rock N’ Roll com influências da década de 70, numa roupagem moderna. O power trio, nome super novo da cena, apresentará as músicas que estarão no EP de estreia e o single “Reasons”, lançado durante a seletiva.

SERVIÇO
Brant Bjork dia 17 de outubro em São Paulo
Evento: https://www.facebook.com/events/457448158411949/
Data: 17 de outubro de 2019
Horário: 19 horas (abertura da casa)
Local: Fabrique Club (rua Barra Funda, 1075 – Barra Funda/SP)
Ingresso online: https://pixelticket.com.br/eventos/4060/brant-bjork-em-sao-paulo
2º lote: $120,00 (Meia entrada/Promocional), até a véspera do show
Na porta: R$ 140 (Sujeito a lotação)
Ingresso físico: Locomotiva Discos (rua Barão de Itapetininga, 37 – Loja 8 – República, São Paulo)
Classificação etária: 16 anos

Giancarlo Rossi

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Cursando Rádio e TV. Escuta todas as vertentes do Rock e do Metal. E Adora Cinema.
Giancarlo Rossi
Avatar

Giancarlo Rossi

Cursando Rádio e TV. Escuta todas as vertentes do Rock e do Metal. E Adora Cinema.