Airbourne @ Carioca Club – São Paulo/SP (03/09/2017)

http://wp.me/p3W3P5-79H

A excelente banda de Hard Rock/Heavy Metal/Rock ‘n’ Roll, AIRBOURNE, esteve pela primeira vez no Brasil e com apresentação única no tradicional Carioca Club em São Paulo. Promovendo o quarto álbum de estúdio, o excelente “Breakin’ Outta Hell” (2016) e por ser uma espetacular banda com influências nítidas do AC/DC, o show tinha de tudo para ser extraordinário e fascinante. E foi o que realmente aconteceu. Que show incrível.

Já digo que esse show foi uma verdadeira festa no Carioca Club. Momentos marcantes e divertidos, aconteciam a toda hora. Interações com os fãs, várias jogadas de copos com cervejas no público, a banda percorrendo pelo palco a todo momento, entre outros acontecimentos, foram presenciados de forma prazerosa e empolgadas.

A banda responsável pela abertura, foi o Baranga. No estilo Hard Rock/Heavy Metal, se apresentaram por uns 40 minutos e repleta de músicas bem compostas, mostrando a capacidade da banda no som que fazem. Cantando as músicas em português, um som pesado e agressivo e algumas interações com o público, foi o que aconteceu na performance deles.

Destaque para o guitarrista Deca. Simplesmente um cara maluco. Além de ser um ótimo guitarrista, realizando os bons riffs e solos, ele não parou em cima do palco, fazendo caretas, descendo do palco e se direcionando para a pista e continuando a executar a música, cuspindo cerveja no público, enfim, uma boa performance que com certeza, chamou muita atenção do público. Uma banda bem interessante e muito boa, fazendo um estilo agradável e um repertório bem realizado.

Setlist Baranga:

1. Filho Bastardo
2. Blues das 6:00
3. Três-Oitão
4. O Céu é o Hell
5. Na Madrugada
6. O Carona
7. Rock de Rua
8. Chute na Cara
9. Whiskey do Diabo
10. Meu Mal
11. Pirata do Tietê

Line up:
Xande – Vocal & Guitarra
Deca – Guitarra
Soneca – Baixo & Coros
Alemão – Bateria

Com um Carioca Club cheio, a expectativa era grande para os australianos do AIRBOURNE. E aproximadamente às 20h, já começamos a ouvir de forma mecânica, o tema do filme “Terminator 2” composta pelo Brad Fiedel. Logo em seguida, a banda sobe ao palco e com imensas vibrações pelos fãs, já iniciaram o show com a excelente e empolgante “Ready to Rock” do “Black Dog Barking” (2013). Um excelente riff de guitarra, refrão potente e muita empolgação, notou-se de cara que o show seria ultra divertido.

Continuando, a espetacular “Too Much, Too Young, Too Fast” do “Runnin’ Wild” (2007), foi a próxima e que talvez seja uma das melhores músicas tocadas no show. Assim como na música anterior, possui um refrão marcante e intenso, fazendo o melhor estilo do Hard Rock. A vez do “Breakin’ Outta Hell” (2016) veio e executaram duas músicas dele: “Down on You” e “Rivalry”. Em seguida, veio a “Girls in Black” e um momento que talvez foi o mais marcante da noite, onde o vocalista e guitarrista Joel O’Keeffe se direcionou ao camarote do Carioca Club e continuou fazendo o solo de guitarra lá mesmo. E para que não fosse o bastante, ele ainda pegou uma lata de cerveja, agitou-a e começou a bater na própria cabeça até que ela começasse a espirrar e vazar na galera toda. Muito divertido e cômico esse acontecimento da noite.

Prosseguindo, mais duas músicas do “Breakin’ Outta Hell” foram tocadas: “It’s All for Rock ‘n’ Roll” em homenagem ao falecido Lemmy Kilmister (vocalista e baixista do Motorhead) e a própria homônima “Breakin’ Outta Hell”. “Diamond in the Rough” foi a próxima, seguida pela “No Way but the Hard Way”, única música do “No Guts. No Glory.” (2010) executada. Nessa música, outro momento marcante da noite, o Joel O’Keeffe pegou a bandeira do Brasil, que estava com um dos fãs na pista e mostrou-a para todos. Com isso, muitas ovacionadas foram feitas e o Joel ainda, deixou a bandeira a mostra, em cima de um dos amplificadores que estavam no palco. Além disso, ele ainda jogou um copo com cerveja para a galera da pista. Momentos como esse que foram divertidos, mostrando a alegria e o carisma da banda. Em seguida, “Stand Up for Rock ‘n’ Roll”, foi tocada e assim como nas anteriores, muito vibrante e agitando muito os fãs.

No “bis”, executaram mais duas músicas: as excelentes “Live It Up” e “Runnin’ Wild”. Como é de costume nos shows e foram as duas últimas músicas da apresentação, estenderam as músicas para interagirem com o público, fazendo eles cantarem os refrões e deixando o show mais envolvente e mais divertido. Nesses momentos, o Joel novamente, jogou vários copos com cervejas para o público, o que deixou esses últimos minutos ainda mais divertidos e mostrando a simpatia da banda com o público. Desse jeito, o AIRBOURNE se despede dos fãs e encerra essa eletrizante apresentação no Carioca Club.

O AIRBOURNE veio para o Brasil e mostrou para todos os fãs que estavam presentes no Carioca, essa poderosa banda que eles são. Um repertório fascinante, contendo grandes composições e sendo executados com excelência e com muita empolgação, foi um daqueles shows extremamente eletrizante e energéticos que se pode ver. Muito talento e muito Rock ‘n’ Roll, foi mostrado de sobra nessa noite memorável.

As performances de cada integrante foram de uma extrema relevância e realizando ótimos desempenhos em seus lugares. O grande destaque fica para o Joel O’Keeffe. Além dele ter uma voz potente e admirável, é o guitarrista solo da banda e que foi bem consistente nos solos realizados. Além disso, interagiu muito com os fãs, jogou vários copos com cervejas, imitou a andada do Angus Young (guitarrista do AC/DC) em cima do palco, foi um verdadeiro frontman no espetáculo. O irmão dele Ryan O’Keeffe (bateria), que inclusive, junto com o Joel, são os fundadores da banda, desempenhou ótimos papéis no instrumento, realizando os bons andamentos pesados e dando sempre o ritmo para as músicas.

E os integrantes Harri Harrison (guitarra base/vocal de apoio) e Justin Street (baixo/vocal de apoio), foram bem relevantes com seus bons vocais de apoio, bons riffs executados e sempre dando as harmonias necessárias às músicas executadas.

Primeira vez no Brasil e já conseguiram agradar mais do que o suficiente os fãs brasileiros. Aproximadamente uma hora e vinte minutos de apresentação, foi um show extremamente eletrizante do mais puro Hard Rock, Heavy Metal e Rock ‘n’ Roll que se pode esperar de uma banda. Sem dúvidas, quem presenciou ao show do AIRBOURNE no último domingo no Carioca, saiu mais do que satisfeito do local e torcendo para que o AIRBOURNE não demore para voltar ao Brasil, porquê depois dessa noite, queremos muito mais da banda nos próximos anos.

Setlist:

1. Ready to Rock
2. Too Much, Too Young, Too Fast
3. Down on You
4. Rivalry
5. Girls in Black
6. It’s All for Rock ‘n’ Roll
7. Breakin’ Outta Hell
8. Diamond in the Rough
9. No Way but the Hard Way
10. Stand Up for Rock ‘n’ Roll

Encore:

11. Live It Up
12. Runnin’ Wild

Line-up:

Joel O’Keeffe – Vocais/Guitarra Solo
Ryan O’Keeffe – Bateria
Harri Harrison – Guitarra Base/Vocal de Apoio
Justin Street – Baixo/Vocal de Apoio

Texto por: Giancarlo Rossi
Fotos por: Wallace Andrade
giancarlo

giancarlo

Redator em Imprensa do Rock
Cursando Rádio e TV, apaixonado por música e cinema.
giancarlo