CD Resenha: Against Tolerance “Redefined, EP” (2013)

at

Genial, inovador e genuinamente brasileiro. O novo EP da banda paulistana Against Torerance, “Redefined”, é um daqueles trabalhos que você ouve e não tira da cabeça por ser um play conceitual com uma temática atual e que fomenta o senso crítico, mas também pelo conjunto da obra, envolvendo música e desenho.

O sucessor do álbum Undefined (2011) foi lançado oficialmente no domingo, dia 14 de abril, e conta a história de um jovem que não tinha nada mais a não ser fortes convicções. As quatro músicas podem ser ouvidas no Soundcloud ou baixadas gratuitamente em um pacote que dá ao trabalho um tom inovador e genial. Baixando o arquivo, além das quatro faixas você terá em mãos as letras em inglês e português e uma história em quadrinhos (também nas duas línguas) assinada por Eder Max. A arte é muito bem concebida e ajuda a contar a história do garoto que nos faz pensar na vida de uma forma crítica e até revolucionária.

Na primeira faixa do EP, “Chapter One: No More”, a AT convida você a conhecer os motivos da revolta do personagem principal e sua busca por vingança, mas pensando sempre muito bem os seus atos. O som é pesado e começa com uma bateria marcante e um riff que antecede o vocal rasgado e furioso, como se você estivesse vendo o protagonista indignado com o que acabara de ver. “Chapter Two: All To Nothing” é ainda mais pesada. Uma metralhadora de riffs no ouvido com vocais divididos em rasgados e melódicos, com backings e um momento calmo, talvez de reflexão ou fraqueza no contexto da história que neste ponto encerra com a frase “it all leads to nothing” (tudo leva a nada). Em “Chapter Three: With Our Own Hands” o personagem começa a pensar nos motivos que levam o homem a aceitar todo o mau que há hoje.

Encerrando o EP, “Chapter Four: Stand As One” chega o momento da definição de como iniciar a revolução, com um som intenso e bem marcado. E o que temos, então?

A luta é uma só. Devemos resistir juntos, ou cairemos sozinhos. “Se não agora, quando?”
A sensacional história, que se funde e se completa entre cada faixa e o quadrinho, foi uma sacada genial do trio. Um trabalho coerente, competente e inovador, onde você ouve um metal atual e interage simultaneamente com algo palpável através do desenho. Assim você entra na temática e é convidado a fazer uma forte reflexão sobre nossos atos, nossa complacência, onde esses atos podem no levar e de que forma podemos fazer para tudo mudar. Uma crítica, um tapa e luvas na sociedade atual e um chamamento à luta antes que tudo piore de forma irreversível.

“Gostaríamos que soubessem que esse é um trabalho que é a PURA tradução do que é a Against Tolerance hoje, e esperamos que a mensagem seja passada durante muito tempo. Escutem, comentem, critiquem, compartilhem! Esse trabalho é resultado de muito esforço, e a maior satisfação que podemos ter é disponibilizá-los para vocês nesse momento”, diz a mensagem da banda sobre “Redefined” no Facebook oficial da banda.

Com certeza o Against Tolerance realizou algo marcante na história do metal nacional. Poucas bandas têm insights tão bacanas como esse. Agora você pode baixar o arquivo e saber mais sobre o que foi dito aqui. Os pequenos trechos aqui citados, como já referido, são parte de uma obra que forma algo único e que nos orgulha muito. Um sopro de inovação no metal nacional, e se é um tapa de luvas na sociedade também é um tapa na cara daqueles que ainda creem que o metal nacional está se extinguindo e não possui força conceitual atualmente.

Programa Radioativo

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos