Aborto Podre: Lança o Single “Tempo Sinistro”

Arte Junior SRodrigues

A Aborto Podre é uma banda de punk/hardcore/crossover da cidade de Pelotas/RS, formada ao final dos anos 90, tendo influência do punk rock, hardcore e metal Old School, tem objetivo de mostrar sua atitude contra o sistema caótico e sem perspectivas. Identificam na música uma importante ferramenta de comunicação de ideias e reflexões acerca da dimensão social, sendo assim de grande importância também na luta antirracista e antifascista, contra todas as formas de preconceitos e opressões derivadas desse sistema.

Tempo Sinistro é oficialmente o trabalho de estreia da Aborto Podre nas plataformas digitais, e chega sentando os dois pés nos ouvidos da galera. O Single foi gravado: no Estúdio Bokada – Pelotas/RS no  (primeiro semestre de 2019) a Produção, mixagem e masterização ficou ao encargo de Esmute Rodrigo Farias e está sendo lançado e distribuído pelo Selo Subdiscos Label & Distro.

Ao ouvirmos “Tempo Sinistro” de cara nos deparamos com uma pressão única e incomum na sonoridade proposta pela banda, também muito marcante e que se destaca do início, no decorrer e até o final da música. Claro que após lermos o release conversarmos com a Franciely (Vamp) baixista, entendemos que a originalidade não convencional em utilizar dois baixos com e sem distorção, deixa tudo muito claro e óbvio de onde vem a pressão na sonoridade da banda criando uma atmosfera bem pesada, peculiar e distinta.

A Abertura da música já traz uma chamada na bateria de Rafinha que já ali pede a atenção do ouvinte, para o que está por vir é uma execução rápida e diferente que abre alas para a pressão dos contrabaixos enquanto, a guitarra fica presa numa espécie de ruído “microfonia” intencional é claro e isso tudo harmonizando durante os primeiros “15 segundos de música. A partir daí senhora e senhores meninos e meninas, os próximos “15 segundos restantes o Excelentíssimo Senhor Gordão nos traz uma Guitarra pesada bem Old School num misto de Trash Metal com hardcore e acreditem isso tudo ocorre nos primeiros “30 segundos da introdução.

Abrindo espaço para um vocal singularmente bom de ouvir, limpo e nítido traz uma letra que nos faz refletir sobre a atualidade as lideranças políticas e seus seguidores.

Com uma diversidade de riffs quase não acredito que seja uma única guitarra a música tem uma levada que muda quase radicalmente, marcada por uma virada de bateria o refrão traz mais velocidade e agressividade natural e pertinente a música e, ao mesmo tempo surpreendente e com elegância a música chaga ao seu fim na mesma pegada inicial. Realmente uma música que não cansamos de ouvir estamos no modo “repeat” já a uns sete dias desde que recebemos o material e acho que quem ouvir também vai gostar e se identificar ouça agora no Spotfy:

https://open.spotify.com/album/41Dx20CRLsvqpKGeXsJbGH

“Tempo Sinistro”

 

Tempo sinistro

Onde reina a escuridão

Na mente das pessoas, ódio e intolerância.

Levados pelo medo e desespero

Se deixam iludir por líderes insanos.

Tempo sinistro

Tempo sinistro

Se deixam derrotar

Se deixam manipular

Líderes insanos

Condenando uma existência

À miséria humana

Malditos ditadores

Tempo sinistro

Tempo sinistro

Se deixam derrotar

Se deixam manipular

 

A formação atual Aborto Podre conta com:

Caveira nos vocais,

Rubira na guitarra,

Rafinha na bateria,

Carnicero e Vamps nos contrabaixos.

                   

Contatos:

E-mail: abortopodre@gmail.com

Redes Sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/abortopodreoficial/

Instagram: https://www.instagram.com/abortopodre/

Avatar
Nós da Rede
Avatar

Anderson Severo

Comecei a ouvir Rock N' Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence. Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo. Até que quis montar minha própria banda. No decorrer da caminhada passei por projetos como: 2000 - Resistência Aflita 2004 - Kaos Eminente 2006 - Estado Crítico 2014 - Insulto Verbal 2015 - Atualmente faço parte dos Projetos Capa Preta e Exclusão Social. Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.