Silver Mammoth – “Singles” – 2017

Como é bom me deparar com um trabalho como este “Silver Mammoth Singles”. Músicas de altíssima qualidade, que nos fazem ter esperanças de que a nossa surrada cena brasileira, possa voltar a ter respeito dentro e fora do país.

Aqui tudo soa com um cuidado absurdo, mas vou descrever isso melhor mais abaixo.

A produção realizada pelo vocalista Marcelo Izzo deixou tudo cristalino, a parte gráfica, composta por João Duarte, é simples e direta, assim como este trabalho que tem apenas duas músicas e que foi disponibilizado apenas em vinil. Ou seja, tudo parece conectar-se, e está aí a beleza da coisa toda.

As composições do SILVER MAMMOTH revigoram a alma, é música pra se sentir, e não apenas para se ouvir. Quer um exemplo? Ouça “Let Me Hide You” e seu apelo comercial se contrapondo a uma aura psicodélica vinda direto do túnel do tempo, remetendo-nos a saudosa década de setenta.

Marcelo é excelente! Além de produzir o disco, manda muito bem como cantor, tendo seu estilo bem fixado na escola Osbourne, como fica evidente em ambas as canções, principalmente em “Coup To The End”, a minha preferida e a mais complexa aqui.

Incrível como a banda lançou um trabalho tão curto, mas que passa a nítida sensação de ser tão completo. Ponto pros caras.

“Silver Mammoth Singles” é um trabalho limitado e que tende a se tornar um item de colecionador, portanto, corra e adquira logo o seu. Excelente pedida para se ouvir ao lado de uma boa taça de vinho com os amigos. Excelente!!!!

Por Rogério Rezende

Nota: 09.0/10.0