Cursed Slaughter e seu EP de altíssima qualidade”One Last FiXxX!”

rp_one_last_fixxx.jpg

 

A banda Cursed Slaughter não lança material novo há um bom tempo, mas esse ano decidiram nos presentear com um EP de altíssima qualidade, intitulado “One Last FiXxX!”, que está sendo distribuído do pela Pecúlio Discos em vinil 7 polegadas, algo que as bandas atualmente deixaram de lado.

Texto : Ya Exodus

Revisão: Paula Alecio

É perceptível o quanto o Cursed Slaughter mantém sua pegada de sempre, o crossover com riffs rápidos e pesados. A introdução de “Necronomicon”, primeira música do disco, já nos mostra que os meninos continuam colocando os dois pés na porta.

A bateria merece destaque positivo pela fluidez dentro da velocidade que é executada. “Elm Street”, segunda faixa, marca com seu refrão, que traz trechos da canção de Freddy Krueger, o vilão dos filmes de terror.

Comparando os solos de guitarra desse trabalho com os do álbum “Metal Moshing Thrash Machine” de 2014, estão bem parecidos, continuam rápidos. Ainda destaca-se o solo da “Elm Street”.

A música “Re-animation”, terceira do EP, também traz um refrão marcante, emblemático, daqueles bem simples de lembrar. A música já tinha sido lançada no Youtube, divulgada pela própria banda para que o público sentisse a atmosfera do novo trabalho. O vocal é absurdamente rápido e não tropeça em nenhuma palavra.

O Cursed sempre teve um dedo nos filmes de terror e outro nos problemas sociais. É difícil ver uma banda que consegue manter sua identidade, sem se tornar repetitiva. A última música do EP, tem o título “Overdose”, que reflete sobre o vício em diversas drogas, de maneira negativa. É a única música em português do disco, assim como a “Attitude” do trabalho anterior também era. Aliás, indico que ouçam o full-lenght do Cursed.

A banda continua usando seu tempo de execução em estúdio com sabedoria, fazendo riffs marcantes, o vocal ainda mais rasgado, mas muito melhor gravado, a bateria rápida e o baixo, esse merece destaque pela execução das linhas nessa última faixa.

As letras são o que esperava, como alguém que já acompanha a banda. Estão entre o terror, ficção e a realidade cruel.

Espero que o Cursed continue lançando material de qualidade, inovando na sua forma de compor e provando que veio para fortalecer o underground brasileiro. A gravação ficou por conta do estúdio Casa Negra.

Formação:
Daniel Pacheco – Vocal
Rodrigo Silva – Bateria
Willian Deathraiser – Baixo
Ricardo Silva – Guitarra (Gravação)
Erick Mender – Guitarra (Atual)